domingo, 24 de março de 2019

Mel da nossa terra...







Com a Primavera a chegar em força, as abelhas do compadre António Pisco, produtor de Mel em Alcáçovas, não têm tido mãos a medir... !...
Este Mel é produzido nos campos em volta da vila, uma área felizmente ainda livre de monoculturas..
E esperamos que continue assim por muitas gerações !...





sábado, 23 de março de 2019

Sal...






"Vocês são o sal da terra. Mas, se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens"
Mateus 5:13

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!
Fernando Pessoa.



Deve existir algo estranhamente sagrado no sal: está em nossas lágrimas e no mar...(Khalil Gibran)
Fotos da autoria da nossa comadre Cida Garcia.

sexta-feira, 22 de março de 2019

Percurso da Tourega.


 









Percurso da Tourega... ( Rede de percursos de Monfurado )
A apenas 10 kms de Évora, junto a Valverde, este percurso é excelente...


Percursos de Monfurado: Rede de Percursos Ambientais, traçada sobre caminhos públicos rurais ou municipais, para utilização a pé ou com meios de transporte não poluentes. 
Esta rede interliga as povoações rurais do concelho e permite o acesso aos monumentos megalíticos e outros desta área.
Através destes caminhos atravessam-se diferentes paisagens de Évora, algumas das quais integradas no Sítio de Monfurado, classificado pela União Europeia como área pertencente à Rede Natura 2000, devido aos habitats e espécies de interesse Comunitário que aí ocorrem.
http://www.evora.net/percursos/monfurado.htm

quinta-feira, 21 de março de 2019

Azinheira de Monte Barbeiro ( Mértola )



A monumental azinheira do Monte Barbeiro, Mértola, é a Árvore do ano 2019.... com 24,65 m de diâmetro de copa...provavelmente com mais de 10km de ramos; provavelmente com mais de 20 ton de madeira (ou seja, quase 20ton de carbono que durante a sua vida retirou da atmosfera)
Texto e fotos: José Luis Margarido

Dia Mundial da Árvore ou da Floresta celebra-se anualmente a 21 de março.
Neste dia decorrem várias ações de arborização e reflorestação, em diversos locais do mundo.
O objetivo da comemoração do Dia Mundial da Árvore é sensibilizar a população para a importância da preservação das árvores, quer ao nível do equilíbrio ambiental e ecológico, como da própria qualidade de vida dos cidadãos. Estima-se que 1000 árvores adultas absorvem cerca de 6000 kg de CO2 (dióxido de carbono).

30% da superfície terrestre está coberta por florestas, onde se realiza a fotossíntese - produção de oxigénio a partir de dióxido de carbono. As florestas são apelidadas dos "pulmões do mundo", não apenas pela sua função de manutenção e renovação dos ecossistemas, como também pela sua importância em áreas estratégicas como a economia e a produção de bens e alimentos.
A celebração do Dia Mundial da Árvore ou da Floresta começou a 10 de abril de 1872, no estado norte-americano do Nebraska (EUA). O seu mentor foi o jornalista e político Julius Sterling Morton, que incentivou a plantação ordenada de árvores no Nebraska, promovendo o "Arbor Day".
Em Portugal, a 1.ª Festa da Árvore comemorou-se a 9 de março de 1913 e o 1.º Dia Mundial da Floresta a 21 de março de 1972.

quarta-feira, 20 de março de 2019

Moinhos de Évora









Moinhos de Évora:
Alto de São Bento, Senhora da Glória e Cu Torto.
Fotos Tiago Duarte, https://www.facebook.com/pegadasdeumolhar/

No cume de um imponente monte, repleto de riquezas naturais e paisagísticas inigualáveis na região, a escassos quilómetros da cidade, os Moinhos do Alto de S. Bento esgotaram a sua função original há muitas décadas.
http://www.evora.net/percursos/s_bento.htm

terça-feira, 19 de março de 2019

Exposição de Pintura "Alentejo... Memórias"









Está a decorrer no Forum Barreiro a exposição de pinturas do nosso compadre Francisco Figueira...
A não perder, até 27MAR19, na Loja Galeria das Artes, Piso 0.

Fotos: Soraia Muriel

segunda-feira, 18 de março de 2019

Chaminés de Alcáçovas, um percurso pedestre por fotografar






As chaminés no Alentejo são verdadeiras obras de arte. A chaminé alentejana é o centro da casa, o local de reunião da família, onde se cozinha, come e contam histórias. O resto da casa desenvolve-se em volta da chaminé, por vezes só mais uma divisão.
Esta emissão de pacotes de Açúcar coleccionáveis faz justamente homenagem a este património e convida todos os nossos amigos coleccionadores a virem percorrer as nossas ruas...
Para começar a coleccionar os nossos pacotes, basta contactar via email:
trilhosalentejanos@hotmail.com

Próximo encontro coleccionista em Alcáçovas : 15JUN19