domingo, 17 de abril de 2016

Expressões Alentejanas (Letra A)

Terra de fortes tradições e de gente com muita alma dentro, o Alentejo tem ainda um número infindável de expressões típicas. Algumas delas acabaram, com o tempo, por se generalizar e são hoje usadas em todo o país, embora a sua origem continue a ser marcadamente alentejana. Divirta-se com a lista e dê-nos a conhecer mais algumas que você conheça!
Letra A: 
Abusou da rapariga = Teve relações sexuais com a rapariga e deixou-a
A dormir e a caçar ratos = Diz-se de que finge dormir
A dar as ultimas = Dar os últimos sinais de vida
Ajunto de pessoas = Muita gente junta
A feria/receber a feria = Receber o vencimento/ordenado
Agarrei nos quatro arrátes = Pus-me a caminho
Agarrei em mim = Decidi ir a qualquer lado
Água-chilra = Bebida fraca
Ainda bem não = De vez em quando
Ainda não bateu por aqui = Ainda aqui não apareceu
Ainda rompe meias solas = Mulher madura atraente
Alcará Maria = Expressão de desagrado/exclamação
Amigo de Fulana (o) = Amante de fulana (o)
Anda arredio = Anda desviado/isolado
Amolar o próximo = Tramar o próximo
A modes que = Parece que
Anda aluada= Anda com o cio
Anda de trombas = Anda Zangado
Anda numa tráita = Anda habituado
Andar aos caídos = Andar à mercê  de esmolas
Andar à cata da rolha = Andar à procura dum objecto
Andar à unha= Andar à briga
Andar à malta = Andar à revelia
Andar mal achado = Andar adoentado
Andar com a mosca = Andar arredio/Zangado
Andar com o benfica = Andar menstruada
Andar à pendura = Esperar que alguém pague por ele
Andar numa fona = Andar atarefado
Andar inchado = Andar vaidoso /gordo
Animal traçado = Mestiço/origem de duas raças
Apanhou um ralo = Apanhou uma inquietação
Apanhou um escalda rabos = Assustou-se bastante
Apanhar a lebre = Quando alguém cai
Apára cristas = Pára Quedistas
À paz das tantas = À páginas tantas
Armou uma tourada = Provocou desacatos
Armou um escabeche = Armou grande confusão
Arranjou uma titaráda = Arranjou problemas/confusão
Arranjou lenha para se quemár = Prejudicou-se a ele próprio involuntariamente
Arrebenta bois = Tubérculo não comestível
Arreganhar os dentes = Mostrar-se zangado
Assentou-me mal = Não gostei do que me foi dito
Às tantas nã sabe ler = provavelmente não sabe ler
Assobia-lhe às botas = Deixou fugir algo sem o conseguir apanhar
Atirar gafanhotos para cima= Quando alguém fala e cospe ao mesmo tempo
À ultima hora retratou-se = Desistiu do compromisso no ultimo momento
À vara larga – À solta/sem limitação
Para continuar a ler, basta clicar no link: