sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Doce de Tomate (Alentejano)



DOCE DE TOMATE (ALENTEJANO)
2,5 Kg tomate maduro
1,250 Kg açúcar
1 Pau de canela
2 Tiras de casca de limão
2 Cravinhos (cabeça)
Pele o tomate, para facilitar, depois de lavados dê um golpe na pele em cruz no lado oposto ao pedúnculo. Introduza durante alguns segundos o tomate em agua a ferver. Retire-o e mergulhe-o em água bem fria(numa tigela).depois é só puxar a pele.
Abra o tomate ao meio, na transversal e aperte-o para expelir as sementes.
Ponha-o a escorrer.
Depois do tomate preparado introduza-o na panela de aço inoxidável – em camadas alternadas com o açúcar. Junte a canela, a casca do limão e os cravinhos.
Se lhe for possível deixar ficar assim durante algumas horas (vai ficar com mais sumo).
Leve ao lume.
Se o tomate tiver largado muito sumo e o açúcar estiver desfeito, aplique lume forte. Se não, lume brando até o açúcar estar completamente dissolvido.
Deixe então cozer, com o lume muito forte e o recipiente destapado durante 20 minutos e nem mais um segundo – termómetro nesta altura atinge 104º ou 105º- temperatura para uma boa conservação do doce. (eu não uso termómetro).
Deite o doce imediatamente em boiões de vidro escaldados e bem secos (no forno9, enrosque a tampa e guarde, encha os frascos até mesmo aos bordos. Parece que vai vir fora. Enrosca a tampa e vira os frascos com a tampa para baixo.
Cobre os frascos com um pano e deixe arrefecer completamente.
(Cuidado com as correntes de ar, pois arrebentam os frascos).
Nota: quando o doce está pronto, retire a espuma, com ajuda de uma escumadeira molhada em agua fria.
Receita copiada do blogue: http://pensamentosoft.blogspot.ca/
Foto retirada da net