quinta-feira, 5 de março de 2015

Pinturas Naif alentejanas

Feira de Castro Verde


Ceifeiras


Comboio a Vapor


Acampamento de Ciganos
Maria Augusta Cortes, natural de Ourique-Gare, Castro Verde, foi Educadora de Infância.
Já aposentada, tomou contato com a Pintura Naif e apaixonou-se por esta forma de expressão. Desde 2002 participa regularmente em exposições coletivas na Galeria Verney, em Oeiras.
Na sua obra comparecem os motivos das suas vivências e memórias do Alentejo – os campos, as casas, os animais, as gentes nas suas labutas e festas – reinventados agora sob as pinceladas minuciosas de uma imaginação solar que não consente tréguas à cor. 
Pintura Naif ao seu melhor estilo, ou não lhe surpreendessemos aqui todas as suas virtualidades: a pureza, a autenticidade, a candura que descobre na profusão das formas e na exuberância cromática as suas únicas concessões; e sobretudo, o ardil de fazer passar por fácil aquilo que só uma exacerbada e grácil atenção consegue reter.
Copiado do blog: http://comunidade.sol.pt/blogs/olindagil/