sábado, 25 de abril de 2015

25 de Abril...










Na madrugada do dia 25 de Abril de 1974, Lisboa assistiu a um movimento militar inusual.
Homens e veículos avançam, através da noite, pela capital do império e vão ocupando, sem resistência visível, vários alvos estratégicos, com o objectivo de derrubar o regime vigente.
A censura, a PIDE e a Legião e a Mocidade Portuguesas são alguns exemplos do que os cidadãos tinham de enfrentar no seu dia-a-dia.
Por outro lado, a pobreza, a fome e a falta de oportunidades para um futuro melhor, frutos do isolamento a que o país estava votado há décadas, provocaram um fluxo de emigração que agravava, cada vez mais, as fracas condições da economia nacional.

Há 41 anos, fez-se história no nosso país...
Goste-se ou não desta data, ela permanece no subconsciente coletivo da nossa Nação.
Em homenagem aos Homens e Mulheres que, com a sua coragem e entrega, se sacrificaram na esperança de um Portugal mais próspero, partilhamos algumas fotos genuinas do dia em que o Povo saiu á rua e gritou "Basta"...

A Revolução dos Cravos
Feita por homens bravos
Capitães e soldados de Abril
Foi esta a sua loucura
De acabar com a ditadura
Para gente reles e vil
Ofereceram-lhes a liberdade
Agradecem com a maldade
É gente sem memória
Viviam numa triste pobreza
Já se esqueceram de certeza
Ao ignorarem esta acção tão meritória
Arriscaram suas vidas
E noites não dormidas
Para instituir a democracia
Com liberdade para o povo
Do mais velho ao mais novo
Para enfrentarem um novo dia
Só foi bom para os oportunistas
Sem escrúpulos esses vigaristas
Lapidaram o erário público
Num compadrio vergonhoso
Para este resultado desastroso
Esquecendo o interesse público
O povo foi bem enganado
Como outrora sempre coitado
Eles até se insultam num cambalacho.
Fingindo que nos defendem
Mas todos eles se vendem
Só lutam por um bom tacho.
                        Manuel Lopes (Poeta Popular Alentejano)– Abril, 2012