quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Inverno no Alentejo







O Alentejo, com os seus encantos subtis e discretos, não deixa de surpreender e seduzir quem o visita. Faça frio, chuva ou calor, há sempre planos interessantes para descobrir nesta zona tão especial.
O inverno alentejano, forte e suave como a terra que o sustenta, é uma dessas coisas que merecem serem vividas pelo menos uma vez na vida. Esses campos de planalto imensos, intermináveis, salpicados de montes baixos e pradarias em que ainda dorme a fertilidade a esperar a primavera. Aqui virão depressa os cereais, a uva e o sobreiro do qual sairá a cortiça das rolhas. Mas ainda não veio a época, e uma calma rara flutua no ar. É o momento certo para explorar o Alentejo.
Várias são as rotas que pode escolher e em todas elas encontrará belas aldeias para visitar e oferece inúmeras possibilidades para passeios a pé ou em bicicleta. Aqui vai poder explorar o seu lado mais aventureiro com as muitas actividades repletas de adrenalina que tem à sua disposição. Deixe-se levar pelo seu espírito aventureiro.
Para os amantes do desporto, o campo reserva muitas aventuras variadas. Pode desfrutar da exploração das serras através de passeios de todo-o-terreno (em bicicleta, mota ou jipe) e pedestres, slide, rappel, e escalada na zona de Mértola, Beja, Alandroal, Moura, Reguengos de Monsaraz e Serpa.
E como o inverno no Alentejo Litoral não é muito rigoroso, permite que os desportistas desfrutem da praia através da prática de surf, bodyboard, windsurf, kitesurf, motonáutica, mergulho e pesca. O que mais se pode pedir?
Na zona de Alqueva organizam-se passeios a cavalo, que privilegiam o contacto com a natureza. Junto a esta albufeira artificial, a maior da Europa, encontram-se paisagens onde a flora e a fauna são presenças incontornáveis num cenário de calma. Além disso, a grande albufeira reúne todas as condições para a prática de vela.
Depois de gastar as suas energias em tantas actividades, reponha-as com uma boa refeição: renda-se à rica gastronomia alentejana. As sopas de peixe, as açordas, as migas com carne de porco, o ensopado de borrego, os pratos de caça e a doçaria conventual são apenas uma pequena parte da extensa ementa que tem à sua disposição.
Fontes: http://quilometrosquecontam.com/inverno-no-alentejo/ e http://www.gofordmagazine.pt/
Texto copiado á nossa comadre Ana Maria Sariava,
https://www.facebook.com/groups/imagensdoalentejo/