quarta-feira, 3 de junho de 2015

Viana do Alentejo em postais...









É a sede do concelho e uma vila de extraordinária importância na história de Portugal.
Situada entre Évora e Beja, desempenhou sempre um papel de destaque na defesa estratégica do nosso território.
O seu nome inicial era curioso e denunciava a vizinhança geográfica. Chamava-se, a povoação, Viana-a-par-de-Alvito, com o tempo o topónimo foi simplificado.

Em Viana do Alentejo, a indústria artesanal dominante é a OLARIA. Possuindo razoáveis filões de matéria-prima - o barro - e dada a grande utilidade dos artigos cerâmicos, a classe de oleiros desenvolveu-se, sendo já no século XVII uma das mais numerosas da vila.
A Olaria, é uma das mais antigas e tradicionais actividades da vila de Viana, lugar onde possui desde há muito, um vasto historial. Olaria com características próprias, bem diferentes dos centros seus vizinhos. A Olaria de Viana, foi sendo caracterizada através dos tempos pelo seu aspecto aparentemente grosseiro, devido à não existência nas suas peças de motivos decorativos, o que hoje em dia já não acontece.
Especializados em loiça utilitária, os oleiros percorriam os mercados e feiras da região divulgando a sua arte e transformando-a numa das principais riquezas da sua comunidade. Entre as peças de barro utilitárias fabricadas pelos oleiros de Viana, deve-se destacar os tradicionais alguidares vidrados, que se destinam, entre outras coisas, a ser utilizados nas tradicionais matanças do porco, as bilhas, barris e cântaros para armazenar a água, etc, ...