segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Ermida de São Brás ou de Nossa Senhora da Rocha (Cuba)









  
                Ermida de São Brás ou de Nossa Senhora da Rocha

Situada no Rossio de São Brás, actualmente Jardim da Piscina.
Foi a sexta Igreja a ser construída na povoação, data do séc. XVI, mas não se sabe ao certo a sua fundação, sabe-se apenas que já existia em 1585.
Em 1660 construíram-se casas de agasalho para os romeiros que vinham pela fama de São Brás. Entre 1722 e 1952 houve obras de remodelação.
O povo chama-lhe Nossa Senhora da Conceição da Rocha, pois reza a tradição que a imagem da Nossa Senhora da Conceição apareceu numa rocha junto ao litoral e só depois foi para aqui trazida.
É um pequeno templo pintado de branco com barrões vermelhos olhando o Ocidente.
O alpendre que antecede à fachada tem 3 arcos de volta perfeita de impostos salientes.
Cimalha com frontão curvo ladeado por 2 torres sineiras em remate piramidal.
O alpendre que antecede a fachada tem 3 arcos de volta perfeita, ma gradaria de ferro fecha o alpendre.
Belo portal manuelino, arco trilobado, ornamentado a romãs em baixo relevo que ilumina a fachada do templo. É tudo o que resta do paço quinhentista que o infante D. Luís, filho de D. Manuel I, que possuía na vila de Cuba. Porta de madeira almofadada.
A cabeceira é rematada por uma cúpula encimada com lanternim.
Os contrafortes laterais são totalmente cobertos pelas antigas casas dos romeiros, hoje casas de habitação.
É um templo de uma só nave, planta rectangular com cúpula com lanternim, é a única fonte de luz. O altar é de estuque marmoreado, séc. XVIII, arte neoclássica.
Sobre o trono, nicho central venera-se a padroeira. Imagem Nossa Senhora da Conceição da Rocha, de 20 cm apenas de altura, sobre um pedestal de madeira prateado, pintada com um manto salpicado de azul, coroa em meia lua e em prata.
Também a imagem de São Brás, em madeira pintada com túnica branca e manto e mitra vermelhos com olhos de vidro, 80 cm de altura.