terça-feira, 15 de novembro de 2016

Arte Oleira do Redondo

O ateliê da família Martelo foi até há poucos anos o local onde Mestre Adriano Martelo desenvolveu a arte de pintar a tradicional loiça de Redondo, introduzindo novos elementos polícromos. Reconhecido pelos milhares de visitantes que passaram pelo seu ateliê, transmitiu o seu conhecimento e arte à sua nora e filho que, actualmente, dão continuidade ao trabalho do Mestre Adriano Martelo.
As peças, pintadas por Rosária Martelo, são produzidas pela Olaria do Poço Velho, entre as quais se destacam antiquíssimas peças de colecção e outras produzidas recentemente de carácter decorativo.

Na documentação do antigo Museu do Artesanato guardam-se diversas facturas e recibos da olaria de Adriano Martelo, do início da cooperação em 1964. Numa segunda fase, já na década de 80, mestre Martelo busca novas fontes de inspiração ampliando o seu repertório, incluindo também a faiança portuguesa dos séculos XVII e XVIII, que recebera por sua vez uma forte influência da porcelana chinesa.
.
A palavra "Cerâmica" vem do termo grego "KERAMOS" que quer dizer barro de oleiro.
Os trabalhos de cerâmica como os de olaria são feitos, de barro. Os tijolos e as telhas de nossas casas, os esmaltes das geladeiras são produtos extraídos do barro. 0 barro é produto originário da composição de rochas feldspáticas que, sob a ação da água e do ar, depositam-se em terrenos reais baixos, formando densas... camadas.
Ao barro assim formado juntam-se outros elementos como: oxido de ferro, oxido de cálcio, nalacacheta, turfa, areia e substâncias betuminosas formando uma mistura impura porém de alta plasticidade e muita utilização na modelagem.
O barro puro recebe o nome de argila e quanto ã formação, o barro pode ser classificado em dois grandes grupos: barro de formação primária e barro de for mação secundária.
Barro de formação primária é o encontrado próximo de seu local de origem e que recebeu poucas substancias estranhas. Também é chamado de barro magro ou caulim e possui um baixo grau de plasticidade.
O barro de formação secundária é o encontrado distante do seu local de origem, tendo se deslocado com auxilio das águas das chuvas e arrastado com eles as substâncias estranhas, com as quais se mistura. Ê também chamado barro impuro ou gordo e postai alto grau de plasticidade.O aparecimento dos produtos cerâmicos se fez na antigüidade, em todos os países onde faltava a pedra e havia abundância de argila. Estudiosos nesse assunto afirmaram que o aparecimento dos produtos de terra cozida se deu no Oriente. Os Persas ensinaram essa arte aos Árabes que os levaram para a Europa e Espanha.

O ateliê da família Martelo foi até há poucos anos o local onde Mestre Adriano Martelo desenvolveu a arte de pintar a tradicional loiça de Redondo, introduzindo novos elementos polícromos. Reconhecido pelos milhares de visitantes que passaram pelo seu ateliê, transmitiu o seu conhecimento e arte à sua nora e filho que, actualmente, dão continuidade ao trabalho do Mestre Adriano Martelo.

                                           Fotos e legendas da autoria da nossa comadre e amiga Cida Garcia.

Redondo é uma bonita vila Alentejana, sede de concelho, muito afamado pelos seus produtos em barro e pelo seu vinho de qualidade.
Toda a região do Redondo apresenta vestígios de ocupação desde longínquos tempos da pré-história, com numerosos monumentos megalíticos de grande interesse, como as Antas da Vidigueira, do Colmeeiro, da Venda do Duque e as da Candeeira, entre tantos outros.

As suas ruas calmas e simples, de baixo casario alvo, decorado com uma alegre faixa colorida, respiram a paz de espírito da região Alentejana, por entre interessantes monumentos como o Castelo, as Igrejas Matriz (séculos XVI e XVII), a da Misericórdia num bonito estilo Manuelino, a do Calvário (século XVII) ou a de Nossa Senhora da Saúde do século XVII, bem como o precioso Pelourinho da vila.