quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Expressões Alentejanas (Letras B e C)


Terra de fortes tradições e de gente com muita alma dentro, o Alentejo tem ainda um número infindável de expressões típicas. Algumas delas acabaram, com o tempo, por se generalizar e são hoje usadas em todo o país, embora a sua origem continue a ser marcadamente alentejana. Divirta-se com a lista e dê-nos a conhecer mais algumas que você conheça!


Barriga de almece = Barriga grande/comilão
Bater o almoço/jantar =Almoçar/jantar
Bater uma sorna = Dormir a sesta
Bátega de água = Chuvada forte
Bem esgalhado = Bem feito/jeitoso
Bem falante = Educado/que fala bem
Berra com sal = Muito salgado
Boca do corpo= Vagina
Boia de carne = Pedaço de toucinho ou de enchidos de porco
Borregas nas mãos (pés) = Bolhas
Borregos do almece = Requeijão do atabefe


C
Cabras nas pernas = Manchas avermelhadas
Cada cabeça sua sentença= Cada pessoa com opinião diferente
Cheio de nove horas = Cheio de manias/miudinho
Cagou-se nisto ou naquilo = Desistiu de fazer algo
Cagar postas de pescada = Opinar sem fundamento
Chorar de rijo = chorar com força/alto
Chorar sobre o leite derramado = Lamentar-se por algo que não é recuperável
Chover a cântaros = Chover torrencialmente
Cai daí abaixo = Cai na patetice de
Cair de pantanas = Cair desamparado
Caíu ali = Foi ali parar inesperadamente
Caíu-se com = Atirou-se a algo
Cravou comigo no chão = Atirou comigo ao chão
Criança rabina = Criança traquinas
Campo da bola = Estádio de futebol
Céu cavado = Astro, com pequenos e muitos castelos de nuvens
Com fósquinhas = Hesitante/cerimonioso
Compor a casa = Decorar/arranjar a casa
Corela da avó = Expressão de desagrado
Corta Línguas = Tradutor

Copiado do site:  http://ncultura.pt/