sexta-feira, 13 de abril de 2018

Montargil












Montargil foi vila e sede de concelho até 1855. O município era constituído unicamente pela freguesia da vila e tinha 750 habitantes no ano de 1801 e no ano de 1849 já tinha 1940 habitantes.
Em 1855 o concelho de Montargil é extinto e passou a integrar o concelho de Avis, sendo depois anexada ao concelho de Ponte de Sôr em 1871, onde se mantém até hoje. Montargil é uma das principais freguesias do concelho de Ponte de Sôr, com uma longa história, desde que foi concelho independente até aos nossos dias.
Hoje é uma vila moderna e desenvolvida...
O seu povoamento remonta à época Pré-Romana, como atestam alguns objectos de cerâmica e algumas sepulturas Romanas. Em São Martinho, na margem esquerda do Rio Sôr, apareceram vestígios de uma antiga povoação que deveria ser do tempo dos Lusitanos.Também no lugar de Mesas (serra de Montargil) surgiram restos de uma estrada lageada que se supõe pertencer à via Romana que ia de Lisboa a Mérida. 
Como freguesia, a sua fundação vem dos primeiros tempos da Monarquia. Foi D. Dinis, em 1315, que lhe deu Carta de Foral.
O seu nome primitivo deve ter sido "Mont'Argil" ou "Monte Argil".
Também se põe a hipótese de ter sido "Monte Argel" que no português antigo significa "Monte do Infeliz". Outros dizem que deriva de "Monte Argila", o que é mais credivel, devido ao terreno em que assenta ser de Barro(argila).
Quanto ao seu património, merece destaque a Igreja Matriz, com um altar-mor do século XVIII.
No presente é de referir a importância da Barragem de Montargil, que foi um dos maiores empreendimentos da região, dando emprego a milhares de pessoas durante a sua construção e hoje em dia pela sua animação turística e desportos náuticos, para além do armazenamento de água, que é a sua principal função estratégica.
Quanto à sua economia, a agricultura ainda é importante, mas outros sectores da vida moderna se sobrepõe, o que demonstra bem a sua tendência para o desenvolvimento.
Com a sua gastronomia típica do Alentejo, é uma visita a ter em conta para os que gostam de degustar os maravilhosos sabores da comida Alentejana e regalar a vista por estas lindas paisagens..

Texto da autoria do nosso compadre José Pessoa.
Fotos retiradas da Internet. 
Fotos Aéreas da autoria de " A Terceira Dimensão".