segunda-feira, 1 de julho de 2013

Luis Malheiro Photography

O sapo-parteiro-ibérico, é uma espécie endémica da península-ibérica que se distribui principalmente pelo interior do nosso país, sendo mais abundante na parte sul. No máximo costuma antigir apenas 45 mm de comprimento. É uma espécie de hábitos nocturnos, embora seja visto frequentemente durante o dia, especialmente se for um dia chuvoso ou nublado. Nos dias mais frios procura refúgios debaixo de pedras ou pode mesmo escavar buracos para se esconder.
Na época reprodutiva podem se ver os machos com os cordões de ovos enrolados nos membros posteriores (o mesmo macho pode transportar ovos de várias fêmeas), como os ovos são muito sensíveis o macho refugia-se em buracos durante cerca de três semanas. Após esse tempo de incubação deslocam-se até uma massa de água, onde se dá a eclosão. 
 
 


O abelharuco é uma ave inconfundível pelas suas cores características, é estival, chegando a Portugal vindo de África no início de Abril onde permanece até ao mês de Setembro, sendo a sua época reprodutora nos meses de Maio e Junho.

"Já no ano anterior tentei fotografar esta espécie com as suas cores que só fazem lembrar a Primavera, no entanto não consegui realizar nenhuma fotografia decente, este ano decidi iniciar a busca desta ave mais cedo, procurando nos locais de nidificação que já tinha referenciado em 2012 juntamente com o Ricardo Lourenço, e por fim consegui realizar uma sessão com algumas imagens interessantes."
                                                                              - Luis Malheiro              
Fotos gentilmente cedidas pelo compadre Luis Malheiro. ( http://malheirofotografia.blogspot.pt/ )
 

Luís Malheiro

Luís Malheiro
Nascido a 16 de Dezembro de 1984 desde cedo sentiu um prazer enorme em fotografar utilizando para isso a Minolta 7s do seu pai. Anos mais tarde comprou a sua primeira SLR uma Nikon F80, mas só em 2011 se converteu para o mundo digital, ano esse em que começou também a encarar a fotografia de uma forma mais séria e a fotografar vida selvagem, já que sempre admirou esse nicho fotográfico e sonhou com ele através de revistas como a National Geographic ou programas como o BBC Vida Selvagem.