quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Artesanato em Cortiça


Chama-se Isidro Manuel Verdasca, tem 90 anos. Faz miniaturas da vida quotidiana no mundo rural que foi o dele durante muitos anos. Veio morar para Évora e passou a usar as memórias como matéria-prima que junta à cortiça.
Por esse Alentejo fora, existem ainda muitos idosos que se dedicam a passar para a cortiça as recordações que têm. Alguns não vendem as suas peças, mas outros, para colmatar as necessidades do dia a dia, vão dispensando aos visitantes, a troco de alguns euros, estas peças maravilhosas de artesanato.
A nossa verdadeira riqueza são as nossas gentes, devemos incentivá-los a continuar...


Consome Portugal, Respira Portugal.
Sempre que possas, prefere produtos e destinos genuinamente Portugueses.