sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Ruínas da Ermida de S. Barnabé





Numa das nossas recentes caminhadas (Projecto Alcáçovas Outdoor Trails) por Aguiar, ficámos a conhecer as ruínas da antiga Ermida de S. Barnabé. Localizada na Herdade dos Casões, esta estrutura terá sido edificada nos inícios do século XVI, estando referenciada como património pertencente à família Alarcão. De planta quadrangular, embora o estado de degradação seja elevado, ainda é perceptível a frontaria e a única fresta que a iluminava. A nave de um único tramo não passa de um monte escombros, no entanto, isso não nos impede de procurar saber um pouco mais sobre curioso local. 
Atendendo ao Inventário Artístico de Túlio Espanca, as referencias que nos surgem, referem que em devoção a S. Barnabé, existiu uma irmandade de camponeses, que em determinado dia do ano desenvolviam festividades e também uma procissão que tinha como ponto de partida a Ermida de S. Barnabé e a sua chegada na Igreja Matriz de Aguiar. Se consultar-mos a biografia de S. Barbabé, este santo é comemorado litúrgicamente no dia 11 de Junho, data da sua morte em Salamina em (61 d.C.). Provavelmente esta seria a data das festividades em Aguiar em honra de S. Barnabé. De referir ainda que este é o santo padroeiro do Chipre, sendo considerado santo e apóstolo tanto pela Igreja Católica como pela Igreja Ortodoxa.

Como dado curioso, a imagem de S. Barnabé, não se perdeu e ainda se encontra em Aguiar. Numa visita pela Igreja das Chagas e depois de um olhar mais atento, lá estava a imagem de S. Barnabé de Aguiar.