terça-feira, 16 de agosto de 2016

Beneficios da Hortelã

Esta planta oferece um óleo essencial (29 a 55% de mentol), com acção antibiótica, flavonóides, com acção relaxante sobre o tracto gastrointestinal, e taninos com acção emoliente. 
Actua nas más digestões e enfartamentos, tem uma acção anti-espasmódica e elimina dores do estômago e intestino.
Ao nível da vesícula biliar, alivia os espasmos e aumenta a produção de bílis.
Num estudo italiano de 2007, realizado em 57 pacientes com síndrome do cólon irritável, 75% dos que utilizaram óleo de hortelã-pimenta reduziram em mais de 50% os sintomas desta patologia ao fim de 4 semanas. No grupo placebo, apenas 38% alcançaram este resultado.
O óleo de hortelã-pimenta (aplicado nas têmporas e zona frontal de 15 em 15 minutos) foi tão eficaz quanto o paracetamol (1000 mg) nas cefaleias de 41 pacientes, num estudo realizado na Universidade Christian-Albrechts, na Alemanha.
Outras indicações:
A hortelã pimenta tem um efeito benéfico nos casos de síndroma do cólon irritável e doença de Crohn. Reduz o excesso de pêlos (hirsutismo) em homens e mulheres, podendo ser conjugada, internamente, com a salva, anho casto ou alcaçuz, e com uma aplicação externa de calêndula.
Sob a forma de óleo essencial, utiliza-se: internamente, no tratamento de catarro pulmonar e inflamações na boca; e, externamente, em dores, distensões musculares, entorses e neuralgias, produzindo uma sensação de frio.
Administração:
- Chá: As folhas são ingeridas sob a forma de infusão (uma saqueta para uma chávena).
- Óleo essencial: Deve ser administrado com seis a 12 gotas diluídas em água ou sumo, divididas por três tomas diárias.
Cuidados de Cultivo:
Têm preferência por solos férteis, bem-drenados (porém não secos) e ricos em matéria orgânica. Excepto a Hortelã-Ribeira que gosta de ambientes húmidos e propaga-se perto defluxos de água. Gostam do sol mas adaptam-se a situações de sombra.
Temperatura aconselhável para estas plantas:
Crescem melhor em climas amenos mas resistem ao frio.
Texto e foto copiados do blog: http://agricultoresdesofa.blogspot.pt/