quinta-feira, 13 de março de 2014

Raid Pedestre entre Guadalupe e Valverde










Guadalupe e Valverde são duas aldeias situadas na Serra de Monfurado, a poucos quilómetros da cidade de Évora. Próximos, encontram-se importantes vestígios pré-históricos, como Antas, Cromeleques e Menires.
O recinto megalítico dos Almendres, um dos maiores monumentos públicos da humanidade, constitui o maior conjunto de menires estruturados da Península Ibérica e é um dos mais importantes da Europa. Este monumento megalítico inicialmente era constituído por mais de uma centena de monólitos. A sua escavação permitiu a detecção de várias fases construtivas ao longo do período Neolítico (V e IV milénios a. C.), até alcançar aspecto semelhante ao hoje apresentado. 92 menires com diferentes formas e dimensões, desde pequenos blocos rudemente afeiçoados, outros maiores que deram ao local o nome de Alto das Pedras Talhas. Formaram dois recintos erguidos em épocas distintas, geminados e orientados segundo as direcções equinociais. Uma dezena de monólitos está decorada exibindo relevos ou gravuras. Foi um monumento com funções religiosas e, provavelmente um primitivo observatório astronómico. O monumento está situado na Herdade dos Almendres, propriedade de José Manuel Neves.
A Ribeira de Valverde corre na direção da pequena barragem da Tourega, onde se podem visitar ruinas romanas.
A Villa Romana de Tourega está situada na freguesia de Nossa Senhora da Tourega, pertencente ao histórico concelho de Évora, na imensa planície Alentejana.

Esta é uma região de ocupação humana desde remotos períodos, com diversos vestígios megalíticos nas redondezas, e terá sido uma importante “villa” Romana com um amplo complexo termal, ocupada desde meados do século I até finais do século IV d.C.
Esta Villa estava situada no importante território de Ebora Liberalitas Julia, , junto à estrada romana para Salacia (Alcácer do Sal), e teria sido património de uma classe senhorial ligada à exploração da terra.

Já no século IV a villa ocuparia uma área de cerca de 500 m2, com termas duplas, para ambos os sexos, com salas e tanques de banhos frios e quentes. Restam hoje três tanques de banhos, de planta rectangular, construídos por muros de argamassa, tendo o mais largo 24,5 metros de comprimento e sobre 4,6 metros de largura.
Toda a zona tem percursos pedestres bem assinalados e de inegável beleza...

Fotos gentilmente cedidas pelo compadre Luis Peixoto.