terça-feira, 25 de novembro de 2014

A Lenda do Relógio de Aguiar



 Nesta terra não se pode perguntar as horas, pois consta que em tempos idos, um padre terá feito uma colecta para reparar a igreja e o seu relógio, mas entretanto desapareceu. As pessoas pensando-se ludibriadas insurgiram-se contra o desaparecido cura, mas certo dia apareceu uma enorme caixa trazida por um viajante.
Vinha da parte do tal padre e dizia que no seu interior estava o relógio pertencente à igreja. Foi declarado feriado na aldeia para que toda a gente pudesse no dia seguinte assistir á abertura de tão necessário equipamento temporal.
As mulheres eram as mais curiosas, sendo que algumas delas diziam que os respectivos maridos tinham quota-parte no espólio do interior da caixa, porque teriam sido generosos contribuintes de tal renovação, mas quando a caixa foi aberta, esta apresentava um inusitado numero de pares de cornos.
Bem, o resto é fácil de imaginar, bem como o motivo porque em Aguiar não se pode perguntar as horas à população.

Texto do compadre Napoleão Mira, copiado do seu blog: http://pulanito.blogspot.pt/

Nota- Claro que nos tempos actuais já não é assim... Os nossos amigos de Aguiar são do melhor que há na arte de bem receber o forasteiro, mesmo quando este, por mera distracção, lhes pergunta as horas. Aguiar fica a apenas 22 kms de Évora e além de ser uma simpática vila, está rodeada de percursos impecáveis para pedestrianistas e Bêtêtistas. De salientar dois importantes pontos de visita obrigatória: A Anta e a Fonte.
Quanto a sitios onde se pode provar boa comida tipica alentejana, há vários onde os compadres se podem "alambazar", por exemplo: "O Sacristão" ou "A Romeirinha".