quinta-feira, 28 de março de 2013

Menina (que) tás á janela

Menina que estás à janela
Menina (que) 'stás à janela
com o teu cabelo à lua,
não me vou daqui embora
sem levar 'ma prenda tua!
Sem l'var 'ma prenda tua,
sem l'var 'ma prenda dela,
com o teu cabelo à lua,
menina (que) 'stás à janela!
Amanhã me vou embora,
e hoje faço a despedida.
Amanhã me vou embora,
e hoje faço a despedida.
Adeus pai e adeus mãe,
e adeus minha rapariga!
Adeus pai e adeus mãe,
e adeus minha rapariga!
Site do meu compadre José Rabaça Gaspar, dedicado ao Cante Alentejano: http://www.joraga.net/gruposcorais/

Ilustração e Poesia:
CANCIONEIRO DE SERPA
De Maria Rita Ortigão Pinto Cortez
Edição da Município de Serpa, 1944


Musica do Vitorino: http://youtu.be/UWqgvwcVp_k