quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Rocha dos Namorados

O Menir da Rocha dos Namorados ou Rocha dos Namorados localiza-se na freguesia do Corval, perto de Reguengos de Monsaraz.
Um menir, assim amigos meus, constituído por um bloco de granito natural, com cerca de dois metros de altura, ou mais de dois metros de altura, que apresenta uma forma semelhante à de um cogumelo, ou de um útero, com gravuras megalíticas do tipo “covinhas”, e o “chapéu”, ele sempre coberto por pequenas pedras soltas. 
Esta rocha, ela está associada a um secular rito pagão de fertilidade, que consiste, as meninas donzelas, elas em idade de contrair matrimónio, solteiras, vão a este rochedo consultar a rocha (como se de um oráculo se tratasse), para saberem quanto tempo ainda falta, quanto tempo ainda sobra, para seu doce casamento se consumar.
Vão a ele, Segunda-Feira de Páscoa, lançar uma pedra para cima do menir e consultá-lo, esperando boas-novas, se dirá, em matéria do seu casamento.
Cada lançamento falhado, amigos meus, a falta da pontaria, representa um ano de espera. E triste lá a sina, da menina, que o seu amado, o príncipe encantado, não se aproxima da menina.
Reza a lenda, assim se conta, a Rocha dos namorados era o ponto de encontro de dois jovens apaixonados, cujas famílias se odiavam.
O pai da jovem já desconfiado da existência dessa relação seguiu-a e perguntou-lhe o que estava ali a fazer, muito atrapalhada, a jovem disse-lhe que estava a lançar pedras à Rocha para saber quantos anos ainda teria de esperar para se casar.
Convidou o seu pai a fazer o mesmo dado que este era viúvo. Para que o seu amado escapasse à ira do seu pai, a jovem disse-lhe que só daria resultado se ele se colocasse de costas para a Rocha e lançasse as pedras com a mão esquerda, logo a primeira pedra ficou no chapéu da Rocha.
Nesse mesmo ano o senhor casou com uma linda mulher, e a jovem continuou a namorar o jovem atrás da Rocha.
A Rocha foi então baptizada com dois nomes: Rocha dos namorados e Pedra do casar.
Manda a Tradição, que na Segunda-feira de Páscoa, dia em que a população sai para o campo comer o borrego, junto à Rocha dos namorados, as jovens solteiras, devem ir à Rocha e de costas, lançar 3 pedras com a mão esquerda.
Se cair no “chapéu” a 1ª pedra, é porque casa nesse ano.
Se cair a 2ª pedra, casa no ano seguinte.
Se cair a 3ª pedra casará dentro de 2 anos.
Se não cair nenhuma, terá de esperar, pela próxima Segunda-feira de Páscoa.


Retirado do blog: http://aletradeumalentejo.blogspot.pt/