terça-feira, 3 de novembro de 2015

Budistas em Santa Susana



Perto de Santa Susana, já existe há cerca de um ano um Centro de Budismo Tibetano.
A ideia é que, no futuro, os moradores do centro contribuam para “dinamizar” as comunidades em volta. Tencionam fazer voluntariado em centros de dia, escolas, dar aulas de ioga, praticar medicina alternativa. O templo que será construído de raiz também estará aberto a visitas. Querem “dar a conhecer o budismo tibetano”.
Lama Guyrme não está preocupado em saber se há mais ou menos budistas em Portugal, se o número tem ou não aumentado: “A questão dos seguidores não me preocupa. Mesmo considerando o budismo uma religião, não é uma religião prosélita, não tem missionarismo”, justifica.
Para já, os rituais de meditação acontecem num templo provisório. Lá dentro, para onde se deve entrar sem sapatos, há panos com pinturas tradicionais, um buda, oferendas que simbolizam qualidades interiores, incenso, almofadas, um búzio para fazer o chamamento na hora das práticas.