domingo, 1 de novembro de 2015

Castelo de Viana do Alentejo


CASTELO DE VIANA É O GUARDA-JOIAS DA MATRIZ
O monumental castelo dionisiano de Viana do Alentejo é o guarda-joias de outro monumento nacional, construído nos princípios de Quinhentos – a sua formosa Matriz, um dos templos manuelinos mais belos de Portugal.
Os seus arcobotantes, alinhando por entre a floresta de coruchéus e os dentes arreganhados das ameias manuelinas, só são superados pelo magnífico pórtico principal, que ao sul do Tejo não encontra rival no estilo, ostentando a Cruz de Cristo, as esferas armilares de D. Manuel e os camaroeiros da Rainha D. Leonor.
Os fechos das abóbodas do templo, dedicado a Nossa Senhora da Anunciação, são Cruzes de Cristo e esferas armilares. Um belo vitral, representando S. Pedro, é o único que resta dos que ornamentavam a igreja do século XVI. Azulejo relevados do mesmo tempo e capitéis com cabeças humanas esculpidas mostram a riqueza da arte ornamental deste precioso templo.
Manuelino também é o cruzeiro à entrada do castelo, que já esteve, em tempos, perto do santuário de Nossa Senhora d’Aires.
Perante toda esta riqueza monumental, vê-se que o século de Quinhentos passou generosamente por Viana do Alentejo e aqui deixou a sua marca inconfundível.
Texto e foto gentilmente cedidos pelo compadre João Vieira.