quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Casa Maria Vitória (Alcáçovas)












Tudo começou com o Avô José dos Santos, moleiro de profissão, que a dada altura herdou uma terra com um moinho.
Para dar destino à farinha que produzia, abriu, juntamente com o filho, uma padaria nas Alcáçovas.
Estávamos em 1954.
O filho casou e a mulher - D. Amélia - recém-casada,  dava uma ajuda na padaria. Enquanto uns faziam pão, a D. Amélia aprendia a fazer bolos, como o bolo da massa do pão, feito com as sobras de massa de pão da padaria.
Com as dicas de várias senhoras da terra que iam à padaria usar o forno para cozer os seus bolos, D. Amélia foi aperfeiçoando a sua arte de fazer bolos.
A certa altura, a Padaria já vendia mais bolos do que pão.
Da D. Amélia nasceu a D. Maria Vitória, a quem foi ensinando tudo o que sabia, e sempre juntos, toda a familia fez o negocio crescer.
Tanto cresceu que a velha padaria já não os conseguia acolher e em 2004, mudaram-se para um pequeno terreno na Zona Industrial das Alcáçovas.
Actualmente, a Casa Maria Vitória, conta já com a terceira geração de descendentes do Avô José dos Santos a trabalhar no negocio da familia. O pequeno terreno é hoje uma das três fábricas do complexo da Casa Maria Vitória em em 2014, e pelo segundo ano consecutivo, ganhou o prémio PME Excelência, atribuido pelo IAPMEI.
Entre muitos produtos de excelência, só de empadas, saem 16000 unidades, diariamente.
Texto e fotos copiadas do Site desta empresa: http://casamariavitoria.pt/