sexta-feira, 9 de março de 2018

Belver (Gavião)

~















Hoje vamos ao Alto Alentejo, ao distrito de Portalegre e ao concelho de Gavião para visitarmos a bonita Freguesia de Belver. Esta povoação foi pertença da Ordem do Hospital por doação de D. Sancho I,  sede de concelho independente entre 1518 e 1836, que era constituído pelas freguesias de Belver e Comenda.
Aquando da extinção do município, a freguesia transitou então para o concelho de Mação, onde permaneceu integrado até 1898, data em que passou para o então restaurado concelho de Gavião.Do Castelo de Belver, construído num morro altaneiro sobranceiro ao Rio Tejo, no século XII pela Ordem do Hospital, pode-se admirar um deslumbrante panorama do vale do rio Tejo.
A Barragem de Belver é um lugar de descanso para as águas do Tejo, na sua longínqua viagem por outras terras, assim como um paraíso para os amantes da pesca e dos desportos náuticos ou para disfrutar da linda praia fluvial do Alamal.
O território da actual povoação de Belver deverá ter sido ocupado pela primeira vez em épocas muito longínquas, pois insere-se numa região com alguns vestígios de fixação humana pré-histórica.
O seu repovoamento teve lugar a partir do século XII. Belver teve Foral atribuído por D. Manuel I em 18 de Maio de 1518.
A sua situação geográfica e as dificuldades económicas, fizeram da povoação um dos pontos em que a emigração chegou a atingir valores significativos, levando muitos dos seus habitantes a procurar noutras zonas do país e do mundo, trabalho com melhor remuneração, visto que no local a actividade dominante é a agricultura, sendo a produção Olivícola a que mais se destaca.
No artesanato ressaltam os tapetes e as colchas em Lã ou Linho.
A sua gastronomia e doçaria estão recheadas dos sabores típicos das regiões do Alto Alentejo.
Um lugar que quem visita não vai esquecer.

Texto  da autoria do nosso compadre José Pessoa.
Fotos retiradas da Internet e trabalhadas pelo nosso compadre José Pessoa.