terça-feira, 27 de março de 2018

Joaninhas






Cada vez se encontram menos Joaninhas nos campos do Alentejo.
Em muitos locais, as monoculturas intensivas de Olivais de crescimento rápido estão a destruir todo um eco-sistema complexo, envenenando as águas, as plantas e os animais nativos.
E os habitantes também...
Um estudo aprofundado sobre a evolução da saúde das populações afectadas por este novo descalabro no Alentejo seria muito oportuno.
Antes que seja tarde demais...

Do cancioneiro popular, recordamos uma antiga lengalenga antiga:

Joaninha voa voa
Que o teu pai foi a Lisboa
Com um saco de dinheiro
P'ra pagar ao sapateiro
Joaninha voa voa
Que o teu pai foi para Lisboa
Com um saco de farinha
Para ti, ó Joaninha,
Joaninha voa voa
Que o teu pai está em Lisboa
A tua mãe no moinho
A comer pão com toucinho.
Joaninha voa voa
Que o teu pai está em Lisboa
Com um rabinho de sardinha
Para comer, que mais não tinha...
Joaninha voa voa
Que o teu pai foi p'ra Lisboa
Voa, Joaninha voa
Qu'eu te darei pão e broa
Voa voa, Joaninha
Leva cartas p'ra Lisboa
Enfiadas numa linha.
Cancioneiro Popular Português.