terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Adeus 2013...

E assim nos despedimos de 2013.
Somos um povo forte, habituado desde sempre a resistir a pragas e fomes, a conquistadores e a maus governantes e só assim é possível termos quase mil anos de história como nação independente.
Quantas naus foram ao fundo? E nós sempre fomos mais além ...

As aldeias e vilas do interior estão a ficar cada vez mais desertificadas. É urgente atrairmos jovens para as povoarem, criando condições para que não tenham de emigrar.
Divulgar e promover o património material e imaterial, dignificar as populações, os seus hábitos e tradições, incentivar a vinda de visitantes através de caminhadas e passeios culturais é uma aposta que poderá dar frutos nas pequenas e aldeias e vilas do interior de Portugal...
Havemos de dar a volta a isto brevemente, basta que todos os portugueses consumam produtos e escolham destinos portugueses...
Desejamos a todos um 2014 mais Próspero, com muita força vontade para vencer!...

Foto: ESTREMOZ - DIA DE MERCADO (1955).
Fotografia de Henri Cartier-Bresson (1908-2004).