quarta-feira, 8 de maio de 2013

A vingança das vagas


O romance “A Vingança das Vagas” brotou do fértil conceito de oceano. A enormidade do mar e a imensidão da imortalidade emaranhadas num intenso esforço de unificação.
No início, estabeleci que no ventre das vagas vogariam fatais criaturas vingativas. Contudo, como as sereias e os cavaleiros de Neptuno assumiram ser entidades irreais, foi necessário acrescentar a persistente voz narrativa de um idoso e a insaciável curiosidade da fantasia de uma criança. Inesperadamente, sem saber como, fiquei rodeado de fascinantes entidades atormentadas. Uma multidão de almas condenadas exigia participar na narrativa. Em silêncio, suplicavam pela castigadora acometida de femininas criaturas lendárias. Após a conclusão da obra, verifiquei que tinha libertado um intenso aluvião de sentimentos. Eu, José Teles Lacerda, estava emocionalmente desnudo.
                                                                      - José Teles Lacerda
O compadre José Teles Lacerda é Alentejano e actualmente, vive e trabalha em Alcáçovas.

A Vingança das Vagas
Esfera do Caos, 17,90€