segunda-feira, 29 de abril de 2013

Gonçalo Lemos Photography

Nas minhas várias saídas nocturnas no Alentejo em busca de algumas árvores monumentais, é frequente ter sempre um plano B. Nos estudos prévios que faço com o objectivo de fotografar árvores, nem sempre é fácil encontrar o que se quer, principalmente se ficarem a vários quilómetros do caminho ou estrada que uso. Na eventualidade do plano A falhar, estudo sempre outros locais de potencial interesse para que a viagem não seja em vão. Neste caso, acampei perto desta Anta para no dia seguinte ficar mais perto de uma árvore monumental. A humidade era enorme o que não permitiu uma exposição superior a uma hora.

                                                                                          - Gonçalo Lemos

Anta de S. Gens, Alpalhão, Portalegre






Numa das minhas saídas nocturnas, encontrei esta Aranha-dos-jardins-angulosa, Araneus angulatus que construía a sua teia de enormes dimensões. A teia foi construída entre 2 árvores que distam cerca de 5m entre si. O feito demorou apenas 45 minutos e após a sua conclusão, a aranha colocou-se no centro. Um das defesas que possuía quando se soprava ligeiramente na teia, era abanar-se para a frente e para trás, talvez numa tentativa de afastar algum animal que pudesse danificar a sua construção. Durante três dias, construiu a teia sempre no mesmo sítio e à mesma hora. 

                                                                                    - Gonçalo Lemos





O compadre Gonçalo Lemos especializou-se em fotografia nocturna e os seus cliques mostram-nos instantes que nunca imaginariamos assistir. E é uma forma de lhe agradecer as horas infidáveis de espera para captar o melhor momento, que aqui lhe divulgamos alguns dos seus trabalhos fotográficos...
E os compadres (e comadres) também podem, sempre que quiserem, vir fotografar o melhor Alentejo do Mundo, seja de noite ou de dia...

Blog do compadre Gonçalo Lemos: http://goncalolemos.blogspot.com/