terça-feira, 30 de abril de 2013

Gruta do Escoural


A Gruta do Escoural é uma cavidade natural conhecida pela arte rupestre paleolítica e enterros, localizada no município alentejano de Montemor-o-Novo, em Portugal.
Geologicamente, o sítio está localizado entre as bacias hidrográficas do Tejo, o rio Sado, e da região das planícies alentejanas, na Serra de Monfurado de onde ainda é possível avistar a Serra da Arrábida.
Parcialmente selada por um espesso manto de estalagmite, a gruta é composta de várias salas e galerias. A primeira ocupação da gruta remonta ao Paleolítico Médio, quando grupos de caçadores-coletores Neanderthal usaram-na como abrigo temporário para a prática da caça. Com base em provas ósseas no interior da gruta, estes grupos caçavam nas proximidades auroques, cervos e cavalos. Mais tarde, durante o período Paleolítico Superior (35000-8000 a.C.), os residentes constituídos por grupos anatomicamente considerados modernos fizeram sua marca na caverna.
A sua influência é evidenciada por uma rocha santuário contendo pinturas de animais contemporâneos ao período Paleolítico Superior. Mais tarde, quando da emergência do Neolítico (5000-3000 a.C.), as comunidades de agricultores e pastores tiraram aproveitamento desta cavidade natural como cemitério para os seus mortos. No final do neolítico a gruta ficou encerrada mas as populações do Calcolítico (3000 a.C.) continuaram na região, a cerca de 600 metros encontra-se um povoado fortificado bem como outros povoados calcolíticos e um tholos megalítico.
Está classificada como Monumento Nacional desde 1963.

Atenção aos interessados em visitá-la, pois ao fim de semana e feriados é complicado. Aqui vai o Link do Centro de Interpretação, com os horários e demais informações:
http://www.visitalentejo.pt/pt/catalogo/o-que-fazer/museus-e-locais-a-visitar/centro-de-interpretacao-da-gruta-do-escoural/

Foto retirada do blog: http://cadoalentejo.blogspot.pt/